O peixe morre pela boca: Lula admite propriedade de tríplex e sítio (veja os vídeos)

Além da farta prova documental, que só a militância do PT desconhece ou faz que não vê, conclamando o enfadonho lengalenga de que ‘não há provas’, o meliante Luiz Inácio Lula da Silva, pelo menos em duas oportunidades já admitiu a propriedade do tríplex do Guarujá e do sítio em Atibaia.


Por isso mesmo, é necessário que a imprensa independente, que não tem qualquer tipo de vínculo ou amarras com quem quer que seja, caso do Jornal da Cidade Online, continue noticiando e esclarecendo a opinião pública.

Não podemos permitir que Lula seja beneficiário da impunidade.

No vídeo abaixo, ele se refere ao tal tríplex assumindo claramente a propriedade, num daqueles seus discursos eloquentes para a militância insana. Veja que no momento seguinte ele faz uma pausa, como se percebesse que disse o que não deveria ter dito.

 

Com relação ao sítio Santa Bárbara em Atibaia, alguns pontos são elucidativos e foram relacionados pelo juiz Sérgio Moro quando recebeu a denúncia formulada pelo Ministério Público Federal:

Os ‘laranjas’ são amigos e sócios do filho de Lula e o pai de um deles é velho companheiro político de Lula.

Carros da presidência, durante o governo de Lula, foram 270 vezes ao local. Os seguranças de Lula foram lá mais de 100 vezes.

As câmeras foram instaladas no sítio pela segurança da presidência.

O caseiro enviava e-mails com frequência para o Instituto Lula, sobre a rotina do sítio.

Bens de Lula foram apreendidos pela Polícia Federal no sítio.

Notas fiscais de despesas do sítio foram achadas no apartamento de Lula.

E-mails sobre a reforma do sítio foram enviados a auxiliares de Lula.

Foram encontradas notas fiscais de despesas do sítio em nome da esposa de Lula.

A escritura de compra e venda do sítio foi encontrada no apartamento de Lula.

Na audiência sobre o tríplex em Curitiba, Lula assumiu a responsabilidade pela negociação com Léo Pinheiro sobre a reforma do sítio.

Veja o vídeo abaixo:

Sem dúvida uma confissão explícita.


A condenação será pesada.

Jaqueline Lombardi

jaqueline@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política