A Esperança das Crianças não está no ‘Criança Esperança’. Não faça doação

Quando vejo os atores globais pedindo dinheiro para essa campanha, logo me vem à cabeça a imagem de mães esqueléticas expondo seus filhos moribundos nos semáforos, para arrancar alguns trocados das pessoas caridosas e inocentes. 

Pode parecer crueldade o que estou dizendo, mas é a mais pura verdade. Usar a pobreza, a doença e as injustiças sociais como forma de sensibilizar a população, extorquindo-a, é uma antiga e eficaz estratégia.

Dói negar aquela moedinha de R$ 1,00 que rola sem sentido e insistentemente dentro de nossa bolsa ou mochila. Mas acreditem, doa-la não salvará aquelas pobres criaturas.

Se esses atores estivessem realmente preocupados em resolver os problemas dessas crianças de forma definitiva, não estariam empenhados em apoiar políticos corruptos e autoritários que sonham em transformar o Brasil em uma "Brazuela". 

Acabar realmente com a pobreza na prática nunca interessou a esses políticos demagogos, se isso acontecesse, qual seria "as crianças moribundas" que eles esfregariam em nossas caras para arrancar o que restou de nosso salário?

Não doe R$ 0,01 de seu suado dinheiro a essa demagógica campanha, já pagamos impostos demais.

Na realidade, os atores globais estão mais interessados em devolver ao poder quem lhes enchia a "burra de dinheiro", através da Lei Rouanet, do que encher a barriguinha vazia de uma criancinha pobre qualquer.

Não se deixe manipular.


Está na hora de colocarmos esses hipócritas em seu devido lugar.

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Siga-nos no Twitter!

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas