Zé Dirceu e o luxo do último ‘Dia dos Pais’ em liberdade

Em agosto de 2015, antes de ser preso na 17ª fase da operação Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu teria disparado inúmeras ligações para familiares dizendo que poderia ‘ser preso a qualquer hora’.


Na semana que antecedeu a prisão, a tensão resultou em uma crise de hipertensão, com pico de pressão arterial de 19 por 12 (o normal é 12 por 8).

Neste final de semana, Dirceu reuniu novamente a família.

Ele tem a exata noção de que deve voltar brevemente para a prisão.

Dirceu foi condenado em maio do ano passado por Moro a 20 anos e dez meses de prisão pelo recebimento de R$ 11,8 milhões em propina da Engevix. O TRF-4 deve fatalmente confirmar a sentença brevemente.

De qualquer forma, por enquanto, o petista curte o luxo que suas ações na era PT ainda podem lhe proporcionar, mas é certo que são os seus derradeiros dias de liberdade.


Otto Dantas

otto@jornaldacidadeonline.com.br

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas