Lula, o jantar com Fábio Assunção e o menino do Acre

Lula declarou, durante o jantar que lhe foi oferecido por Fábio Assunção, que anda emotivo e tem se apegado aos livros de filosofia.


Em seu aniversário (27 de outubro), um bom presente pode ser o livro do menino do Acre, onde se lê:

‘(...) de se alimentar por coisas que dão uma série infindável, quando temperadas, claro de sabores e misturas alimentícias, na qual esta mesma pessoa que se abdicou disto sabia o quão prazeroso era.’

‘Conta-se que Da Vinci dormia irrisórios 20 minutos diários. (...) Eu mesmo, quando criando e me cerceando desta energia criativa e poderosa, durmo de 2 a 4 horas por dia, e, quando eu tinha 20 anos, passei uma semana dormindo 30 minutos diários e alguns dias eu não dormia, com todo o furor e sobre jejum eu me postava a desenvolver obras que me faziam ficar alarmantemente inspirado.’

‘Caso sinta-se distraído ou ache uma tarefa enfadonha estudá-las, o que obviamente não passa de 2 laudas, seria útil pedir-lhe somente mais um favor: cerre este livro de uma vez e senta-te sobre o gramado, escancare a tua boca cheia de dentes e espera a morte chegar.’

‘Espero que este estudo, baseado na maneira como utilizo para criar, que haja novas metodologias que alcancem a potência criadora que a minha proporciona e que possa servi-lhes como uma arma poderosa de auto revolucionar-se a si mesmo e ajudar no progresso da humanidade.’

‘Deste modo os ensinamentos que Sócrates passou a Platão ao tomar a cicuta que tirou a sua vida, fez de Platão o criador do tão famoso mito da caverna, pois Sócrates passava conhecimentos aos seus alunos a respeito da verdade por meio de lições, sem deixar nada escrito, e quando ele, tendo a opção de fugir, decidiu não aceitar a condição e se tornar um mártir, tomando a cicuta pelos seus ideais, deixava com este ato um último ensinamento para os alunos, e um de seus alunos foi Platão.’


Se Lula não entender alguma coisa, é só perguntar pra Dilma.

Esse tipo de filosofia ela tira de letra.

Eduardo Affonso

É arquiteto no Rio de Janeiro.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Eduardo Affonso

Comentários

Notícias relacionadas