Polícia prende a ‘Bibi’ da vida real, a princesa do tráfico (veja o vídeo)

Bela, insinuante, bem tratada, assim é Angela Cristine Polisseni, a ‘Princesa’, suspeitíssima de ser a chefe do tráfico na cidade de Niterói (RJ).


Nesta quarta-feira (23), ela foi presa.

Angela levava uma vida dupla. Chefiava o tráfico com mão de ferro, visitando as ‘bocas de fumo’ e comandando a quadrilha, mas morando num apartamento de luxo, frequentando a alta sociedade de Niterói e viajando com frequência para o exterior.

Sempre vestida impecavelmente, Angela era tida como rica e nascida em ‘berço de ouro’. Nada disso. Na realidade ela era esposa do traficante Luiz Claudio Gomes, o ‘Pão Com Ovo’, preso em 2015 e ora recolhido no presídio Bangu 3, no Complexo de Gericinó, no Rio de Janeiro.

Com o marido preso, Angela assumiu o seu lugar como chefe do tráfico. Segundo a polícia, era temida e tinha um perfil agressivo.


O advogado Mauro Silva Sant'ana, acusado de dar suporte a Angela, também foi preso.

A quadrilha lucrava cerca de um milhão de reais por mês e Angela tinha uma vida muito luxuosa, gastava em torno de R$ 30 mil por mês.

Nos últimos meses, ela viajou diversas vezes, inclusive para o Caribe e o México.

Até 2009, Angela tinha uma vida normal, era funcionária da Prefeitura de Niterói, até ser obrigada a mudar a sua vida, em função de sua relação com ‘Pão de Ovo’.

A operação que resultou na prisão de Angela e do advogado Mauro foi batizada de "Background" — referência a uma imagem em segundo plano que na maioria das vezes não é percebida.

No apartamento de Angela foram encontrados 20 mil reais e três mil dólares.


Durante o depoimento prestado à polícia, Angela negou todas os crimes.

A traficante teve bens imóveis sequestrados, em Niterói, Saquarema e Cabo Frio, além de dois automóveis, um Honda City e um Kia Sportage.

da Redação

Comentários

Mais em Polícia