Jornalista escancara a absurda discrepância de valores entre propagandas políticas e propagandas privadas (veja o vídeo)

Não é nenhuma novidade que as campanhas políticas são um dos mercados mais lucrativos no Brasil, lícita ou ilicitamente. O bacanal da imoralidade, do descaso e da corrupção que assistimos envolvendo políticos de todos os partidos e espectros da política nacional não deixa dúvidas.

Os números, por outro lado, são difíceis de estimar. O noticiário sobre a corrupção mais parece um episódio da série Cosmos, do astrônomo americano Carl Sagan, repetindo cansativamente a expressão “Bilhões e Bilhões”, que acabou virando título de um dos seus livros.

Por outro lado, a jornalista Fernanda Gonçalves, do site Spotniks, joga luz sobre o assunto. Em vídeo publicado na página do site no Facebook, ela compara os custos da produção de vídeos profissionais para o YouTube e para a iniciativa privada com os custos das produções de propagandas políticas superfaturadas.

A absurda discrepância de valores em relação à semelhança dos resultados é de deixar qualquer pagador de impostos à beira de um ataque cardíaco. Confira no vídeo abaixo.

Matheus Dal'Pizzol

Palpites sobre o oblívio das virtudes

Comentários

Leia mais...