Cabral, incomparável, supera Fernandinho Beira-Mar

O ex-governador e atual meliante presidiário Sérgio Cabral bateu um recorde lamentável.

É réu em 14 processos, dois a mais que Fernandinho Beira Mar, alguns a mais que Isaías do Borel e muitos a mais que a maioria dos presidiários do Rio de Janeiro.

Só no primeiro ele já foi condenado a 14 anos de prisão. Sendo condenado nos outros 13, e que certamente será, a cada condenação haverá um agravamento da pena em função da reincidência, e operadores do Direito acreditam que todas as suas penas somadas vão dar aí por volta de 300 anos de cadeia.

O problema é que no Brasil ninguém pode cumprir mais de 30 anos de pena, e ainda tem as progressões de regime, onde o cara cumpre 1/6 da pena e sai por bom comportamento, mas antes disso consegue outros benefícios. 

No frigir dos ovos, essa ‘merda’ não vai dar em coisa nenhuma, porque temos leis feitas por macacos e para salvar os ratos.

Esse desgraçado ainda vai sair rindo e zombando da gente, do Moro, da Lava Jato e da mãe Joana.

Esse país é grande no tamanho, mas na mentalidade não passa de uma corruptela, cheia de lama pra tudo o que é lado.

Republiqueta de bananas! 

Um povo covarde e incapaz de se mobilizar!

Quem é que vai conseguir negar isso?

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários

Notícias relacionadas

loading...