Após tour com Lula, Renan Calheiros já é “segunda alma viva mais honesta”


Dificilmente houve quem não riu das palavras de Lula: “Não tem uma viva alma mais honesta do que eu”.

Os que não riram, provavelmente eram parte da horda de inteligentinhos isentos, imparciais, do tipo que compartilham palestras do Karnal ou Cortella, achando aquilo o ápice da intelectualidade humana. A mesma horda que bradava contra a “ilegitimidade” do impeachment de Dilma Rousseff, contra os golpistas do PMDB que “não foram eleitos democraticamente”, contra o Senado corrupto. Diziam:

“Que moral tem esse Senado para julgar?“

“Uma mulher honesta sendo julgada por Renan Calheiros, um bandido!”

“Fora Cunha! Fora Calheiros!”

Se compartilhasse um meme sobre o assunto em uma rede social, então, era garantia de cerveja paga pelo colega sindicalista depois do salchipão do sindicato contra a “patronal”.

Agora, quantos ergueram a voz ou os dedos em riste para criticar Calheiros ou a relação de Lula com o tal bandidão que não tinha legitimidade para julgar uma “mulher honesta”? Em tour pelo nordeste, Lula não só se diz grato ao condutor do impeachment no Senado, como recebe apoio incondicional de Renan e é coberto de elogios pela militância. Agora que há Lula e Renan em um mesmo quadro, o PMDB já não é golpista, Calheiros tem legitimidade até pra virar Papa e, aparentemente, se Lula é a alma viva mais honesta, Renan parece ser a segunda aos olhos petistas.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas