Voluntariado Secular – o Lions Clube Internacional faz 100 anos

Esta segunda-feira (28) é o Dia Nacional do Voluntariado. Nesta data são lembrados todos aqueles que dedicam tempo e recursos a desconhecidos necessitados.


O voluntariado é uma vocação essencial de muitas pessoas, em outras é semente em broto, e em todas as outras pode ser exercida, com um pouco de esforço, despertando-a da latência.

Em outras palavras, qualquer um pode auxiliar, dispor de meios e recursos, talentos e virtudes, que podem ser oferecidos em gesto de amor. 

O Cenário

Enquanto de um lado sucedem revelações ruidosas relativas à gestão da coisa pública, de outro um exército silencioso se movimenta na contramão das informações que nos trazem os noticiários.

Muitas instituições reúnem voluntários, cada uma delas atua em prol de uma parcela da sociedade que o Estado não alcança, ou alcança precariamente.

O Jornal da Cidade Online teve a oportunidade de conhecer de perto uma dessas instituições, o Lions Clube Internacional – que comemora 100 anos em 2017 – em virtude da visita do governador do distrito LB-1, Frednes Correa Leite, a Campo Grande (MS).

Frednes Correa Leite, governador do distrito LB-1
Frednes Correa Leite, governador do distrito LB-1


Lions Clube Internacional


“Fred”, como é tratado por todos, é comerciário em Ourinhos-SP, nos concedeu entrevista a fim de esclarecer o que é o Lion’s Clube, quem são os membros; como se dão as ações da instituição e principalmente, como um cidadão pode ser voluntário.

“O Lions Clube Internacional foi fundado por um corretor de seguros chamado Melvin Jones, em 1917, na cidade de Chicago (USA). Eram tempos de crise, de escassez. Com a finalidade de auxiliar as pessoas que padeciam de fome, organizou um grupo de amigos com a mesma disposição, e começaram o trabalho.”, explica Fred.

“Nós Servimos”

Esse é o lema estabelecido na ocasião da instituição do Lions Clube, e que permanece até hoje. Traduz a essência do trabalho de cada companheiro associado ao Clube, voluntários que atuam nos projetos e ações da organização.

“Hoje estamos em 210 países; nos quais atuam por volta de 1.423.000 (um milhão, quatrocentos e vinte e três mil) associados; distribuídos em 44 mil Clubes de Serviços que integram a Associação Internacional de Lions Clube. O Brasil é dividido em 28 distritos.”, pontua, visivelmente orgulhoso, o presidente do distrito LB-1.


O distrito LB-1 tem seu limite a Leste em Avaré-SP e limite a Oeste em Corumbá-MS, estendendo-se por todo território do Mato Grosso do Sul. Campo Grande, por sua vez, dispõe de 4 Clubes: Sul, Norte, Cidade Morena e LEO Clube, esse último destinado às crianças e jovens entre 12 e 29 anos.

Obras demandam recursos


Um exemplo de trabalho tocado pelo Lions em Campo Grande é a Casa Lar. “Projeto que consiste numa residência de acolhimento provisório a crianças portadoras de necessidades especiais. Está em atividade há 15 anos e tem por objetivo encaminhá-las à adoção. Grande parte da sociedade desconhece essa possibilidade”, alerta Dra. Vera Lúcia Amorim da Costa e Castro que é advogada e preside o Clube Sul, em Campo Grande.

Kesia Azambuja, 19 anos, que concluiu o ensino médio recentemente, estuda libras e inglês e preside e nos fala do LEO Clube:  “Esse é o projeto mais importante do Lions, pois é nele que aprendem e exercitam o voluntariado crianças e jovens (12 a 29 anos). Temos o mesmo lema permanente dos mais velhos: ‘Nós Servimos’, atuamos em causas humanitárias, voltadas à proteção animal e do meio ambiente.”

O Convite


O Lions Clube aproveita a data especial para convidar a todos ao exercício do voluntariado. Da forma que puderem, lançando mão dos recursos que dispuserem: seja tempo, talento; recursos materiais ou financeiros.

Para obter mais informações mais detalhadas acesse o site: http://www.lions.org.br/

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Sociedade