O atual espelho do Rio explica as escolhas da população

Assisti ontem o ‘Conexão Repórter’ sobre a Tati Quebra Barraco e o Mr. Catra. Fiquei com vergonha de ser carioca, se bem que ambos não representam o Rio de Janeiro, e sim o que há de pior no Rio de Janeiro.

Mr. Catra disse que tem três mulheres e acha isso normal, porque o homem é um ser diferente da mulher. E por esse mesmo motivo não aceita que nenhuma delas o traia. A mulher nasceu para servir a ele, e ele paga por isso sustentando ela.

Não vi até agora nenhuma feminista 'mimizeira' se manifestando. Acho que não deu tempo, porque elas devem ter voltado cansadas do show dele de ontem à noite. 

Tati Quebra Barraco, uma esganiçada que não tem nem a quarta série primária e só canta bobagens, declarou: SOU MACONHEIRA SIM E TODO MUNDO SABE DISSO! Perguntada se estava satisfeita com as plásticas que fez (26), respondeu com a classe e a elegância de uma Rainha da Inglaterra: “Quem tá ‘comeno’ num tá ‘reclamano’". E vendeu 25 mil DVDs...

Que ótimo exemplo ela é para os jovens.... 

O Rio de Janeiro continua lindo. Pena que habitado por um monte de m*, que apenas representam uma sociedade em decadência. 

Aquele Rio de Vinícius de Morais, Ibrahim Sued, Paulinho Soledade, Cartola e etc. não existe mais. Morreu. O que restou foi isso. Uma fauna. 

Entendeu agora por que é que o Rio só elege merda?

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários

Notícias relacionadas