Moro indefere nova tentativa da defesa de Lula de deturpar processo

Os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira levaram, nesta segunda-feira (18), mais uma ‘canetada’ do juiz Sérgio Moro, contra suas inconfessáveis pretensões.

Os processos de Lula tem se constituído numa enfadonha série de requerimentos da defesa, aéticos e sem respaldo jurídico, sempre indeferidos por Moro.

Em todos os recursos a defesa tem sofrido fragorosas derrotas, seja no TRF-4, no STJ e até mesmo no STF.  

Desta feita, a pretensão dos advogados de Lula era ter acesso à “contabilidade paralela” (o sistema de pagamento de propina) da Odebrecht. Moro indeferiu.

Na realidade o juiz autorizou apenas o acesso aos dados relacionados à compra do imóvel para o Instituto Lula e da cobertura vizinha ao prédio do ex-presidente, em São Bernardo. É o que interessa para a defesa de Lula.

Entretanto, como os advogados não advogam, mas sim fazem política, eles pretendiam ter acesso integral ao sistema, recheado de informações que não dizem respeito ao ex-presidente. O juiz evidentemente não permitiu.

Em caso de recurso, certamente irão apanhar novamente.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça