Moro sai na ‘caça’ de advogado caluniador

O advogado Rodrigo Tacla Duran, um espanhol que operava para a construtora Odebrecht e encontra-se foragido na Espanha, de onde tem lançado calúnias contra o juiz Sérgio Moro, está sendo ‘vítima’ de uma verdadeira ‘caçada’ implementada pelo magistrado.

Com a prisão preventiva decretada em função dos crimes cometidos nos governos do PT, o espanhol faz o que os advogados de Lula tem feito sempre, ou seja, na falta de condições de apresentar uma defesa consistente, lança inverdades e agressões contra o juiz.

Impassível, Moro pediu ao Ministério da Justiça que solicite às autoridades da Espanha a citação de Rodrigo Tacla Durán, o que deverá ser feito num prazo máximo de 120 dias.

O meliante espanhol certamente será citado e terá que comparecer para audiência, sob pena de ser considerado revel.

É quase certo que Duran não comparecerá, pois certamente será preso se pisar no Brasil.

A tática, em conluio com os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, será continuar disparando mentiras visando atingir moralmente o juiz Sérgio Moro.

O espanhol não tem nada a perder. Está tranquilo, seguro e com muito dinheiro fruto do esquema espúrio do qual foi participante.

A Lava Jato provavelmente não terá condições de trazê-lo de volta, mas certamente seguirá o caminho do dinheiro para tentar recuperar o que foi roubado dos cofres públicos do Brasil.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Direito e Justiça