Quando acerta, Gilmar é absolutamente incoerente (veja o vídeo)

‘Acertar’ não é uma preocupação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Gilmar é um juiz político, que faz politicagem e age sem nenhuma preocupação com coisa nenhuma, muito menos com a Justiça.

É o que tem demonstrado ao longo de toda a sua trajetória.

Da mesma forma, Gilmar não respeita ninguém, afronta com virulência todos os que se colocam em seu caminho.

Se tivéssemos um país em que as instituições realmente funcionassem e que as autoridades tivessem que prestar contas à sociedade, por esse vídeo captado pela Polícia Federal, Gilmar Mendes, no mínimo, teria que ser afastado de suas funções. Veja abaixo a conversa entre o ministro e o ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa:

 

Como se não bastasse, numa outra conversa, também captada pela PF, a autoridade do Poder Judiciário é flagrada atuando partidariamente com o senador Aécio Neves, que só permanece solto em função de suas relações de amizade e parceria com o poder espúrio que ainda domina o país. Delcídio foi preso e cassado por muito menos. Veja o vídeo:

Eis que agora, surge o habeas corpus da dupla Joesley e Wesley. É óbvio que esses perigosos marginais devem ser mantidos presos. Porém, para quem soltou Jacob Barata, Eike Batista e Rogério Onofre, para manter a coerência jurídica teria que ter liberado os donos da JBS.

Desta feita no entanto, os interesse eram outros...

Assim, deduz-se que Gilmar é sempre coerente, mas tão somente com os seus interesses. Nada mais. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça