Delação da JBS tinha um alvo final: Raquel Dodge (veja o vídeo)

A história parece fantástica, coisa de cinema, mas tem fundamento e pode até ser verdadeira.

Rodrigo Janot e Raquel Dodge são desafetos pessoais e inconciliáveis.

São muito os episódios que demonstram a inimizade existente entre os dois.

O vídeo abaixo é uma demonstração inequívoca. Pelo teor da discussão e no entendimento demonstrado por Janot, Raquel Dodge estaria tramando contra a Operação Lava Jato.

Veja o vídeo: 

Na sequência veio a estrondosa delação da JBS.

Naquele momento, segundo o procurador Angelo Goulart Vilela – aquele que ficou 76 dias preso – a intenção de Janot era uma só: derrubar Michel Temer com o objetivo de impedir a indicação de Dodge para o cargo de Procuradora-Geral. O alvo final era ela.

Goulart também revelou que em um grupo de colegas, Janot se referia a nova PGR como 'Bruxa'.

Diante de tudo isso, causa receio o fato da nova procuradora em sua posse não ter sequer mencionado o nome da Operação Lava Jato e, já nos primeiros dias de seu mandato, um de seus homens fortes – o procurador Sérgio Madruga – ter sido flagrado tratando de assuntos confidenciais da PGR com uma advogada que atuou na delação da JBS, dizendo, inclusive que a intenção de Dodge era ‘controlar’ a Lava Jato.

Caso seja verdade, e parece ser, que a nova PGR tem verdadeiramente a missão de ‘controlar’ a maior operação contra a corrupção da história, a sociedade não pode permitir.

O assunto é seríssimo.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas