Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

O que existe por trás do discurso bonito e politicamente correto

Simples responder: muita fantasia e ilusão. É isso que vemos escrito no documento de desfiliação partidária, encaminhada ao PT, pelo ex-ministro e fundador do partido.

Começou como todo jovem sonhador, terminando como todo tirano usurpador. Quando a máscara cai, isso fica claro e evidente.

Os interesses pessoais se tornam mais importantes e urgentes que os nobres e importantes interesses sociais.

Todo jovem, com honrosas exceções, é presa fácil do discurso bonito e igualitário proferido pelos partidos de esquerda.

Quem não é à favor de uma saúde e de uma educação pública "gratuita" e de qualidade?

Imaginem então se prometemos acabar com as guerras e com a fome mundial?

Nada disso seria completo se as desigualdades econômicas não fossem extintas. Um mundo igualitário, sem divisão por raças, ideologias e/ou religiões....

O sonho de John Lennon, que em sua música Imagine cantava:

" ....Imagine que não exista nenhum país,
Não é difícil de fazer.
Nada porque matar ou porque morrer,
Nenhuma religião também.
Imagine todas as pessoas
Vivendo a vida em paz...
 
Imagine nenhuma propriedade,
Eu me pergunto se você consegue.
Nenhuma necessidade de ganância ou fome,
Uma fraternidade de homens.
Imagine todas as pessoas
Compartilhando o mundo todo"..., se realizaria.
É lindo, é belo, é sedutor, porém, é também ilusório e inatingível.

Assumir essa impossibilidade não é nada popular, apesar de ser honesto e realístico.

Não há riqueza sem que alguém a produza; muitas vezes, para que haja paz e democracia, é preciso que a guerra seja feita contra tiranos e psicopatas (Hitler, e mais recentemente, Estado Islâmico são bons exemplos).

Enquanto a esquerda ilude e seduz os mais inocentes e os mais incautos com essa estória de conto de fadas, cabe aos mais "centrados" a difícil tarefa de falar a verdade e de mostrar o caminho.

Vender um paraíso inalcançável no futuro em troca de um inferno no presente é o que faz com eficiência  quem defende o socialismo/comunismo. Um bom exemplo disso é a atual Venezuela, Coréia do Norte e Cuba.

Prometem a igualdade mas praticam a desigualdade econômica e social, basta vermos o contraste existente na riqueza dos líderes do governo e a população em geral.

Pregam a "liberdade e a democracia", mas oprimem, quando não matam, aqueles que ousam pensar diferente.

Precisamos encarar de frente este problema, mostrando para nossa juventude de forma clara e objetiva, que acreditar no discurso fácil e bonito destes partidos, equivaleria a nos transformarmos "na cigarra", personagem famoso, da fábula infantil  " A Cigarra e a Formiga".

Não existe nada mais prudente, honesto e eficaz, que trabalharmos  duro, como o fez a formiguinha, aguardando o inverno chegar. 

Obrigado Palocci, você nos prestou um grande serviço.

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas

loading...