Celso Russomano e a trajetória da defesa do consumidor ao calote no boteco

Deu até Polícia Federal no suposto calote atribuído ao deputado Celso Russomano, envolvendo um bar de Brasília.

O deputado na realidade era sócio do ‘Bar do Alemão’, estabelecimento localizado próximo ao Congresso Nacional, que encerrou suas atividades no ano passado.

Ocorre que Russomano deu um monumental ‘calote’ no pagamento dos aluguéis.

O montante ultrapassa R$ 2 milhões de reais. Locação comercial em Brasília é muito cara.

Todos os equipamentos do bar estão na posse do proprietário do imóvel, nomeado fiel depositário.

Entretanto, recentemente, um ‘assessor’ esteve no local e tentou levar um gerador, avaliado em mais de R$ 100 mil reais. O clima esquentou.

Assim, em razão de Russomano ser detentor de ‘foro privilegiado’, o caso foi parar no STF, onde o ministro Ricardo Lewandowski determinou que a PF proceda as investigações.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política