Foi a própria mãe quem incentivou filha a tocar o corpo de homem nu

Elizabete Finger é o nome da cidadã. É ela quem aparece nas imagens largamente disseminada nas redes sociais, incentivando a sua filha, uma criança, a tocar no corpo do coreografo Wagner Schwartz, completamente nu, durante uma pseudo performance artística no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM).

A mãe ‘displicente’ é fervorosa militante petista e desenvolve trabalhos coreográficos em diversos lugares do mundo.

Os seus trabalhos, segundo ela própria descreve, ‘perseguem uma lógica de sensações e se ocupam de um erotismo da matéria: um corpo-matéria que se funde, colide, atravessa outras matérias’.



O caso viralizou nas redes sociais.
da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade

loading...