O movimento pedófilo é internacional

Todos os atos da esquerda são calculados. Suas técnicas de persuasão são criadas em laboratórios por engenheiros sociais e submetida a análises de pessoas estudiosas de programação neurolinguistica para só depois serem divulgados na academia e após muita discursão serem levados às massas de maneira milimetricamente calculada.

O movimento pedófilo internacional, como um braço do projeto globalista de desconstrução do Ocidente cristão, está avançando a passos largos, o que me faz crer que a grande pauta da esquerda para a próxima década será a legalização da pedofilia e a perseguição daqueles que se opõem como fascistas e preconceituosos.

Reparem em cada passo dado a nível de Brasil para legalizar a pedofilia e em como a pauta já está avançando.



1- Nos anos 70 a nossa esquerda universitária passou a importar textos de filósofos, antropólogos e polemistas estrangeiros que defendem a pedofilia e aplicá-los em projetos de pesquisas e aplicá-los em discussões acadêmicas.

2- Enquanto a aceitação acadêmica da pedofilia ia aumentando, os condutores das massas começaram a implementar a sexualização precoce nos meios de comunicação, através de músicas pornográficas voltadas para adolescentes e crianças e a exibição de crianças seminuas simulando atos sexuais em programas de calouros como o Raul Gil.

3- Após discutida a pedofilia nas ciências humanas e sociais, juristas começaram a lutar para diminuir e relativizar a idade de concenso para o sexo entre menores e maiores de idade. Tribunais superiores produziram súmulas e orientações jurisprudenciais relativizando a pena para o sexo consensual feito com alguém abaixo da idade permitida em lei.

4- Exposições artísticas estão sendo feitas com dinheiro público com o objetivo de chocar as pessoas e gerar uma discussão sobre a pedofilia. A medida que essas exposições forem se intensificando as pessoas tenderão a deixar de se chocar com imagens de crianças envolvidas com atos sexuais, devido ao bombardeamento midiático feito sobre o assunto.

5- O pedófilo está deixando de ter sua imagem associada a de um criminoso e passando a ser visto como um doente. O objetivo disso é gerar compaixão em torno dele e gerar apoio ao indivíduo que transa com crianças.

6- Ativistas universitários já estão tratando, com apoio da ONU e de Ongs internacionais de direitos sexuais e reprodutivos das crianças.



Os próximos passos serão:

7- As crianças, extremamente sexualizadas devido ao trabalho da mídia e das escolas, serão vistas como detentoras de direitos sexuais e o conceito de consentimento será redescutido juridicamente como um direito natural da criança ao sexo.

8- A ideia do pedófilo como um doente será aos poucos deixada de lado e acusada de preconceituosa. A atração por crianças passará a ser vista como uma orientação sexual normal que deve ser respeitada.

9- O movimento LGBT abraçará a pauta da pedofilia como um direito humano. A mídia passará a mostrar de maneira romântica o envolvimento de crianças com adultos e surgirão movimentos financiados de fora em prol do direito humano ao sexo intergeracional.

10- Será feito o possível para descriminalizar a pedofilia e silenciar como propagadores de preconceitos e crimes de ódio todos aqueles que forem contrários. Haverá uma luta para que pais percam o direito a preservar a inocência e a intimidade de seus filhos. A esquerda fará de tudo para massacrar o pátrio poder, usando do estado para tomar crianças de pais que não achem certo o sexo entre crianças e adultos.

Reparem nas estratégias da esquerda em relação às drogas e ao aborto e notem a semelhança do trabalho feito em etapas que muitas vezes se coincidem. Notem que estamos no meio do caminho para a legalização da pedofilia, uma vez que na mídia e na academia já existe uma maioria a favor da pauta, que usa de subterfúgios para defender atos pedófilos, como o cometido no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

(Texto de Caio Bellote Delgado Marczuk)

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade

loading...