Moro determina diligência no hospital Sírio Libanês

A questão da falsidade dos recibos de aluguéis apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será efetivamente esclarecida.

Entre as providências, inclusive a perícia, o juiz Sérgio Moro determinou nesta segunda-feira (02) que o hospital Sírio Libanês esclareça quando o empresário e suposto ‘laranja’ do meliante Lula, Glaucos CostaMarques, esteve internado naquela unidade e forneça o relatório de todas as visitas que recebeu.

As câmeras do hospital também deverão detectar a chegada e saída do advogado Roberto Teixeira e do seu contador com o calhamaço de recibos que fizeram o enfermo assinar.

A providência foi sugerida pelo advogado de Glaucos e poderá redundar em sérios prejuízos profissionais para o próprio Teixeira e Cristiano Zanin, advogados de Lula, junto à OAB, e ao contador, um tal Muniz, junto ao CRC.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça