PT usa suicídio para tentar tirar proveito político

Será que ainda resta no PT alguma coisa boa? É difícil. Os melhores quadros do partido já caíram fora.

Do que sobrou, as vozes mais ativas, aqueles que ainda detém mandato, são cruéis, sem ética, despudorados, infames.

O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina estava envolvido num caso de corrupção. Foi preso e depois foi solto.

Ficou um dia na cadeia e se disse inocente e injustiçado.

Há controvérsias. Aliás, tudo indica que ele no mínimo obstruiu as investigações. É crime.

Sua atitude, insana e sem nexo, foi jogar-se num vão de um Shopping Center em Santa Catarina. Uma morte horrível.

Aplicou para si a pena de morte. Talvez, tenha sido injusto consigo. Ninguém merece uma pena tão dolorosa.

Da tribuna do senado, Gleisi e Lindbergh tentam desesperadamente tirar proveito da tragédia, atacando a Polícia Federal e o lado da Justiça que luta contra a corrupção.

Assim, imaginam que beneficiam o meliante Lula.

São verdadeiros vândalos, totalmente inconsequentes. Não respeitam ninguém. Não respeitam a dor, o luto e nem o povo brasileiro.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários