Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Repórteres de "Veja" atiram às cegas contra Bolsonaro

Chega a ser hilário o desespero demonstrado por boa parte da mídia brasileira, ao lidar com o fenômeno político-eleitoral denominado Jair Messias Bolsonaro.

A cada dia, pesquisas demonstram, que ele se transformou no candidato preferido dos eleitores que já estão cansados de tantas maracutaias, praticados pelas velhas, gordas e insaciáveis, “raposas” da “velha política” brasileira.

A "Veja" tem liderado o "ranking” deste desespero, utilizando-se de todos os meios possíveis, inclusive de mentiras descabidas, para desconstruir politicamente este candidato, que tanto tem agradado aos jovens eleitores brasileiros.

Recentemente, uma mentira criminosa foi postada em um Blog da Revista Veja on line, Radar, pelo jornalista Maurício Lima, que acusava Bolsonaro, de convidar um criminoso, amigo de Lula e de Dilma, envolvido na Operação Lava Jato, para disputar uma vaga para deputado federal em 2018.

Novamente, no dia 6 de outubro deste ano, uma repórter da mesma revista, em uma matéria intitulada, "Jair Bolsonaro: uma ameaça em 2018", tenta assustar os cidadãos brasileiros, com argumentos mais infantis do que verdadeiros.

Nesta reportagem, antes de começar o processo desconstrutivo, foi obrigada a assumir as reais chances de Bolsonaro de se tornar o primeiro presidente militar brasileiro eleito democraticamente pelo voto direto.

Apesar de patético, atitudes como estas praticadas por essa revista, nos mostram 2 coisas importantes: primeiro, Bolsonaro está no caminho certo, e  segundo, pode vestir o "colete à prova de bala" que o ataque está apenas começando.

Obs: trecho da matéria de Ana Clara Costa:

O deputado Jair Bolsonaro quer ser presidente do Brasil. O deputado Jair Bolsonaro tem chances reais de vir a ser presidente do Brasil. Há alguns anos, essas duas frases juntas fariam a maior parte dos brasileiros rir às escâncaras. Hoje, provocam reações diversas, que vão da celebração ao pavor, mas não incluem mais as antigas gargalhadas.

A mais recente pesquisa do instituto Datafolha mostra que o deputado se consolidou em segundo lugar na corrida eleitoral para a Presidência da República, com 17% das intenções de voto no primeiro turno, atrás apenas do líder de sempre, o ex-­presidente Lula... Os números significam que, se o petista desistir ou for impedido de concorrer por motivos penais, hipótese cada vez mais provável, Bolsonaro é hoje o candidato com maior chance de assumir a liderança. É uma novidade e tanto...."

Continua:

"Debulhando-se a pesquisa, constata-se que Bolsonaro tem um desempenho especialmente favorável entre os jovens, na faixa de 24 a 32 anos, do sexo masculino, com renda acima de cinco salários mínimos, que residem em cidades com mais de 50 000 habitantes das regiões Sudeste e Nordeste.... Não é o pedaço mais expressivo do eleitorado brasileiro, mas já reúne entre 20 milhões e 30 milhões de pessoas, dependendo dos nomes que aparecem na cédula."

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Siga-nos no Twitter!

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas