Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Porque Caetano Veloso está querendo te enganar e te confundir

Não é só Caetano Veloso, a lista é grande. Paula Lavigne, Tico Santa Cruz, Chico Buarque, Fernanda Montenegro são apenas alguns exemplos da longa lista de artistas famosos que querem fazer você acreditar que Liberdade seja sinónimo de Libertinagem?

Antes de iniciarmos essa análise, vejamos o significado da palavra libertinagem no dicionário:

"Libertinagem é um substantivo feminino que possui como significado:
• conduta de pessoa que se entrega imoderadamente a prazeres sexuais; a prática do libertino
• irreverência com relação a dogmas e crenças oficialmente aceitos, esp. no que diz respeito à religião."
Desnecessário seria citar os interesses econômicos envolvidos na questão, visto que o dinheiro suado de nossos impostos, via Lei Rouanet, tem sido a principal fonte de recursos destes projetos artísticos, que devido à sua baixa qualidade, morreriam em seu nascedouro, caso não fosse o apoio governamental.

Outras questões menos óbvias precisam ser consideradas já que devido à sua sutileza podem nos passar despercebido.

Já se perguntaram por que esses "artistas" tão "ousados e irreverentes" se calam frente à opressão, a falta de liberdade e a discriminação da religião islâmica, contra os homossexuais e contra as mulheres? Por que essa fixação nas religiões judaico-cristãs ?

E por que será que ditaduras comunistas como a cubana e a venezuelana, que tão pouca liberdade dão à seus cidadãos, não aparecem em suas músicas, suas exposições e/ou em seus protestos à céu aberto? Por que só a "ditadura militar" brasileira é  lembrada?

Será que as discriminações, a opressão, os encarceramentos injustificados e os assassinatos, movidos por questão religiosa e/ou ideológica desses regimes, não incomodam tão "sensíveis" almas?

Sejamos sinceros, não é muito estranho toda essa seletividade?

Afinal de contas, liberdade deveria ser liberdade, tortura e assassinatos deveriam ser tortura e assassinatos em qualquer lugar, não é verdade?

Outro detalhe que não pode ser desconsiderado: onde está o respeito, tão defendido e propalado por essa turma cheia de direitos e com pouquíssimos deveres, aos que pensam diferente?

Se querem ser respeitados, que respeitem também nossas opções religiosa, nossas "limitações" morais e éticas, nosso patriotismo é as nossas crianças.

O velho e bom ensinamento, recebido pelos que tiveram uma boa e estruturada família, " SEUS DIREITOS, TERMINAM, ONDE COMEÇAM OS MEUS", não poderia, melhor, nunca poderá deixar de ser seguido e observado.

Obs: O filósofo comunista italiano, Antônio Gramsci, sempre viu na religião e na família, seus maiores obstáculos; inimigos maiores, para a implantação de seu sistema marxista/comunista. Destruir essas duas instituições sólidas, defensoras da moral e da ética, é um objetivo à ser buscado à todo custo por aqueles que sonham em implantar este "novo" (e falido) sistema, que tanto sofrimento e mortes (100.000.000) tem trazido à humanidade nos últimos 100 anos.

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Siga-nos no Twitter!

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas