Decisão administrativa da Câmara propicia aposentadoria de José Dirceu como deputado

Uma matemática enorme e fantástica foi realizada para que o condenado José Dirceu pudesse ser aposentado pela Câmara dos Deputados.

O petista receberá mensalmente dos cofres públicos a bagatela de R$ 10,5 mil.

Para que o tempo mínimo de aposentadoria fosse alcançado, foi contado o tempo de anistia, de outubro de 1968 a dezembro de 1979, períodos de contribuição ao INSS e mais um período como servidor do Estado de São Paulo.

A averbação dos períodos estranhos ao exercício do mandato foi autorizada por dois atos da diretoria geral da Câmara.

Os períodos extras aproveitados pelo ex-deputado somam 30 anos. O plano exige o tempo mínimo de contribuição de 35 anos. Incluindo os mandatos de deputado federal, a contagem de tempo de serviço ou anistia chegou a 41 anos.

Zé está efetivamente aposentado. Não lhe faltará dinheiro na cadeia.

Fonte: Gazeta do Povo



da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...