Henrique Guilherme

Economista, mestre em administração pública e especialista em matemática, estatística e administração de empresas. Apresentou os programas "O Patriota: A Voz da Resistência" no canal de rádio www.blogtalkradio.com/opatriota, é conservador, de direita e nerd.

A arma definitiva contra a esquerda e o socialismo

Senhoras e senhores,

Depois de anos trabalhando na concepção e meses dedicados à fabricação, eu lhes apresento a arma definitiva contra a esquerda e o socialismo: a série Manual do Patriota. O primeiro volume já está disponível sob o nome de Manual do Patriota sobre Política, e pode ser adquirido em qualquer loja da Amazon no Brasil e no mundo (www.amazon.com.br ou www.amazon.com).

Durante três anos, apresentei o programa O Patriota: a Voz da Resistência, no site www.blogtalkradio.com/opatriota, onde expus uma série de ensinamentos e informações para preparar a audiência para combater e vencer as batalhas que a esquerda nos oferece no nosso dia a dia. Desde aquela época, eu sabia que chegaria o dia em que teria que comprimir tudo aquilo que eu falava em uma cápsula para que os ouvintes pudessem tomar e se tornar os melhores guerreiros contra a esquerda e o socialismo. E fico feliz que esse dia tenha finalmente chegado.

Quando comecei a escrever o livro, eu abracei uma concepção ambiciosa. Eu não queria publicar apenas mais um livro sobre política, direita, esquerda e conservadorismo. Os senhores sabem que há uma boa quantidade deles por aí, nas livrarias. Minha inspiração foi escrever um livro que ficasse para os séculos, que fosse passado de pai para filho e que nunca se tornaria antiquado (ou que demorasse pelo menos alguns milênios). Em diversos momentos, eu tive a impressão de que estava escrevendo para meus filhos e filhas, meus netos e netas e para os filhos deles. É com esse carinho que trato o leitor e a leitora do Manual: a todo o momento, eu me dirijo a VOCÊ.

Toda a descrição e sumário estão nos links no final deste artigo. Meu interesse aqui é dizer como eu vejo a série Manual do Patriota de um ponto de vista pessoal. Para mim, esse livro é uma ARMA. E uma arma que estou oferecendo a você. Todos nós temos nossos medos, nossos pesadelos, nossos titãs. Desde criança, eu aprendi a lidar com meus maiores medos. Pode ter sido só uma coincidência da minha mente hiperativa, mas depois que consegui vencer um dos monstros que me atormentavam em pesadelos, passei a querer, desejar, repetir todos os meus pesadelos para matar todos os titãs que me atormentavam. Nem sempre eu conseguia, mas aquilo que meses antes me assombrava não mais me afetava.

E eu vivi uma vida relativamente normal até meus vinte anos, quando passei a perceber que havia algo muito errado no mundo. Parecia que só eu via que Fernando Henrique Cardoso era só um farsante de esquerda que estava acabando com o Brasil. Depois, parecia que poucos notavam o perigo que Lula e o PT representavam para o nosso futuro. Eu lembro que quando Obama se candidatou, a mídia se mobilizou de forma unânime para conduzir o gado para o abatedouro da ignorância, fazendo com que milhões de pessoas até no Brasil criassem um sentimento de simpatia por aquele pilantra que só fez mal aos Estados Unidos. E por volta de 2010 eu me toquei: eu tinha um novo titã. Meus pesadelos psicológicos e concretos estavam quase todos vencidos. Os que ainda não tinham sido derrotados, eu não os temia e estava trabalhando em estratégias para aleijá-los e decapitá-los. Mas todos eles (exceto um, que está dentro de mim e é um titã que me esforço igualmente para vencer) não eram tão grandes e interessantes quanto aquele que eu passei a VER: a mentalidade socialista.

Então eu passei a fazer a seguinte pergunta: como eu “firo” o meu titã? Como eu faço o socialismo “sangrar”? Como você fere uma ideia? Melhor: como você fere a pior ideia que a humanidade já criou? Como eu já falei, desde criança eu já sabia que havia titãs grandes demais para mim. Eu não vencia todos eles, é verdade. Mas me bastava acordar sabendo que eu o enfrentei e dei nele pelo menos um soco, um pontapé, um arranhão. O que importava é que eu morria com minha dignidade e ele teria que explicar aquele arranhão para os outros titãs malvados que incomodam crianças inocentes. E é isso que eu reivindico com esse livro: um soco, um arranhão, um chute no socialismo. Quem sabe, um tendão cortado ou um olho furado. O Manual do Patriota sobre Política é a arma que criei para ferir e matar o meu titã. E disponibilizo ele a todos os que querem se juntar a mim nessa Cruzada contra o socialismo.

Não deixem de comprar o livro e dar sua opinião na página da Amazon:

https://www.amazon.com.br/Manual-Patriota-Sobre-Política-Portuguese-ebook/dp/B075CCD214/ref=mt_kindle

https://www.amazon.com/Manual-Patriota-Sobre-Política-Portuguese-ebook/dp/B075CCD214/ref=mt_kindle

Henrique Guilherme

Economista, mestre em administração pública e especialista em matemática, estatística e administração de empresas. Apresentou os programas "O Patriota: A Voz da Resistência" no canal de rádio www.blogtalkradio.com/opatriota, é conservador, de direita e nerd.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Henrique Guilherme

Comentários

Notícias relacionadas