Sírio omite visitas de Teixeira e Moro dá nova chance ao hospital

O hospital Sírio Libanês, do famoso Roberto Khalil, médico do ex-presidente Lula, não parece disposto a contribuir com a Justiça.

Nas investigações visando desvendar a evidente fraude e falsificação nos recibos de aluguéis de dona Marisa Letícia, o hospital atestou não ter encontrado registros de visitas do advogado Roberto Teixeira.

Em tese, a declaração do hospital entra em confronto com o depoimento do empresário Glaucos CostaMarques, suposto ‘laranja’ de Lula.

Glaucos asseverou ao juiz que assinou todos os recibos no hospital, que teriam sido levados pelo advogado, acompanhado do contador João Muniz Leite.

O hospital alega que encontrou registros de visita apenas do contador.

Ocorre que no depoimento prestado em Curitiba, o próprio Teixeira disse ter se encontrado com Glaucos no hospital.

Diante disso, o juiz resolveu dar nova oportunidade ao hospital do Dr. Khalil.

Sérgio Moro mandou o Sírio-Libanês verificar novamente se tem registros de entrada de Roberto Teixeira.

Certamente o hospital agora deverá reformular sua informação. Teixeira esteve no leito de Glaucos.

Todavia, em caso de nova negativa, Moro deverá determinar a apreensão dos registros de todas as câmeras do hospital.

É de se duvidar que Khalil entre nessa fria.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça