Justiça determina voto aberto no caso Aécio, mas Senado ameaça não cumprir

Depois que o Supremo Tribunal Federal se curvou ao Senado da República, os senadores definitivamente acham que podem tudo.

A ameaça da vez é o descumprimento da decisão judicial que determinou o voto aberto na votação do caso Aécio Neves, prolatada neste sábado pela Justiça Federal de Brasília.

Segundo o jornal ‘O Globo’, a determinação irritou o comando da Mesa do Senado, que já fala em sequer receber a notificação com a decisão do juiz.

Indecorosos, os senadores estão criticando o fato de um ‘juizeco’ de primeira instância ‘palpitar’ sobre as questões internas da casa.

‘Aliados de Aécio defendem que a votação sobre o caso seja sigilosa, para facilitar um voto favorável ao tucano sem desgaste perante o eleitorado’.

‘A decisão sobre a forma de votação, no entanto, ainda não foi tomada pelo Senado. A Mesa deve se reunir nesta segunda (16) para deliberar sobre isso’.

Os senadores se adonaram da designação de seres supremos.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça