PF chega cedo na Câmara Federal

A Polícia Federal chegou bem cedo nesta segunda-feira na Câmara dos Deputados em Brasília-DF.

O objetivo é fazer buscas no gabinete do irmão de Geddel Vieira Lima, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

A ordem é do Supremo Tribunal Federal (STF), onde tramita o caso da apreensão de R$ 51 milhões em um imóvel ligado ao ex-ministro.

As investigações foram remetidas ao STF, justamente em função dos indícios de envolvimento do deputado.

As impressões digitais do chefe de gabinete de Lúcio Vieira Lima foram encontradas em notas do dinheiro encontrado no apartamento, além de recibos de pagamento de funcionários do deputado.

Paralelamente, a PF realiza buscas em Salvador (BA) na residência de Lúcio.

Também existe a possibilidade do envolvimento da mãe da dupla.

Família unida.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça