Insaciável, Zanin é novamente repreendido por Moro

No meio jurídico, Cristiano Zanin já virou motivo de permanente chacota.

Nas redes sociais, invariavelmente ele é trucidado pelos internautas.

Na atuação como advogado do ex-presidente Lula, Zanin é visto como um militante petista, sem qualquer compromisso com o bom andamento da Justiça.

Um modelo que não deve ser seguido.

Esta semana, Cristiano Zanin requereu ao juiz Sérgio Moro, que documentos estrangeiros da ação penal envolvendo o Instituto Lula sejam traduzidos.

São documentos anexados por Marcelo Odebrecht, ordens de pagamento e extratos com alguns termos em inglês e espanhol.

São milhares de folhas, um enorme calhamaço, afinal representam repasses de propina durante os 13 anos da era PT.

Moro negou, peremptoriamente.

Para o magistrado os termos em língua estrangeira são de fácil compreensão. Entre eles “date” e “credit”, em inglês, e “transacción”, em espanhol.

O tresloucado advogado, mesmo diante da negativa do juiz, imotivadamente atravessou nova petição com o mesmo pleito.

Sérgio Moro no despacho manifestou sua incompreensão e aplicou mais uma descompostura em Cristiano Zanin: “a petição não traz argumentos novos, apenas insistência”, pontuou o juiz.

Esse Zanin é realmente uma piada, patético e incorrigível.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça