Artistas da Globo, aqueles que apoiam a ‘arte’ do MAM, pedem apoio da população (veja o vídeo)

A causa aparentemente é justa, mas os artistas estão desmoralizados perante boa parte da população brasileira.

Wagner Moura, Fábio Assunção e Antônio Pitanga, entre outros, produziram um vídeo protestando contra o veto da lei do Audiovisual.

Esta lei incentiva o investimento na produção de obras cinematográficas, concedendo incentivos fiscais às pessoas físicas e jurídicas que adquirem os chamados Certificados de Investimento Audiovisual, ou seja, títulos representativos de cotas de participação em obras cinematográficas,

A Lei do Audiovisual permite que o investimento seja até 100% dedutível do Imposto de Renda.

A rigor, o protesto é sem sentido. Os tais incentivos não irão acabar.

De fato, o presidente Michel Temer vetou uma Medida Provisória (MP) aprovada pelo Congresso que prorrogava até 2019 os incentivos previstos na Lei do Audiovisual. 

Segundo o governo, a MP não previa o impacto orçamentário e desrespeitava a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

De acordo com o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o veto presidencial e nova MP do Audiovisual não trazem prejuízos ao setor.

Com o veto ao Projeto de Lei de Conversão aprovado pelo Congresso, o presidente Michel Temer publicou uma nova Medida Provisória, semelhante à anterior. De acordo com informações dos líderes partidários, o Congresso deverá incluir na nova MP a renovação dos mecanismos de fomento da Lei do Audiovisual, com o acréscimo, desta vez, do necessário estudo de impacto orçamentário, indispensável para a sanção presidencial.

Fica assim evidente que o tal protesto do artista da Globo é mais uma encenação sem procedência.

Resta saber, o que é extremamente importante, é que tipo de ‘arte’ eles pretendem produzir.

da Redação

Comentários