Campanha de papel higiênico com Marina Rui Barbosa é acusada de racismo

A marca de papel higiênico ‘Personal Vip Black’ se deu mal com o pessoal do ‘politicamente correto’ e sua campanha publicitária está sendo acusada de racismo.

A participação da atriz global Marina Ruy Barbosa como estrela do comercial também causou mal-estar entre os críticos da peça publicitária.

Os críticos alegam que não é aceitável uma mulher branca e ruiva protagonizar a campanha de um papel higiênico preto.

Um outro fato bastante criticado prende-se a utilização da frase ‘Black is Beautiful’ (preto é lindo), que seria na realidade o slogan do movimento negro americano há mais de 60 anos.

Ante a repercussão, a Santher, dona da marca Personal, determinou a retirada do slogan da campanha.

E você, o que acha disso?

da Redação

Comentários

Mais em Variedades