Quarta, 25, Zanin novamente é derrotado, por unanimidade

Há poucos dias, quando caminhava por entre os corredores do Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado Cristiano Zanin se sentiu extremamente incomodado.

Ao passar por um grupo de pessoas, funcionários do tribunal, alguém apontou-lhe, enquanto os demais riam disfarçadamente.

Lá no STF, ele virou motivo de chacota.

Dá muito trabalho, é muito chato e perde todas.

No Superior Tribunal de Justiça (STJ), Zanin caminha no sentido de angariar a mesma fama e antipatia.
___________


___________
Nos últimos cinco dias foram mais duas derrotas.

Dia 20, decisão monocrática do juiz Félix Fischer, barrou a pretensão do advogado de Lula no sentido de evitar o envio das delações de executivos da Odebrecht para a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

E nesta quarta-feira (25), em nova contenda, a 5ª turma do STJ, em decisão unânime, negou o pedido do meliante Lula para afastar o juiz Sergio Moro do processo sobre o triplex.

Zanin é patético.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça