Surge o sucessor de Lula, radicalismo ao extremo

Caso o projeto do PT, de fazer Lula retornar à presidência em 2018 não seja efetivado, por quaisquer que sejam os motivos, inelegibilidade, prisão ou mesmo derrota eleitoral, o provável substituto de Lula para o pleito de 2022, está surgindo e ganhando força entre as lideranças partidárias.

O nome é Guilherme Boulos, líder do Movimento Nacional dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Boulos é formado em filosofia e psicologia, foi líder estudantil e coordena o MTST desde 2002.

Radical, adepto a invasões, é ainda uma aposta de longo prazo, mas demonstra o distanciamento do partido à política do ‘Lulinha, paz e amor’, implantada em 2002.

Com Boulos, o PT pretende assumir sua verdadeira identidade, que ficou um tanto obscura nos governos de Lula e Dilma.

Antes, a ideia era capitalizar o partido e cada qual se enriquecer. Só não contavam com a Lava Jato.

Caso tenham uma nova oportunidade, com Lula ou com Boulos, o objetivo será a perpetuação no poder, com o forte aprimoramento da questão ideológica.
___________


___________
Fonte: Folha de S.Paulo

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Lívia Martins

Comentários

Notícias relacionadas