Desmascarando o jornalismo petista na análise dos casos Temer/Marcela e Caetano/Lavigne

Qualquer jornalista tem o direito de ter suas preferências. É natural. É humano.

Porém, a análise tem seguir uma linha, não se concebe para o bom profissional ‘dois pesos e duas medidas’.

Infelizmente é o que se vê no jornalismo que durante treze anos foi praticado pelos veículos que se esbaldaram nas verbas públicas dos governos Lula e Dilma Rousseff, ‘dois pesos e duas medidas’.

Um exemplo clássico e revelador pode ser verificado em duas postagens de uma jornalista e escritora reconhecidamente petista, Márcia Denser, que já atuou nas redações de revistas como Nova, Interview e Vogue e no jornal Folha de S. Paulo.

Certa feita analisando a relação havida entre Michel Temer e Marcela, a escritora e jornalista, de maneira rasteira e sórdida, fez este post:

Um absurdo, até porque quando Michel começou a se relacionar com Marcela, ela já era maior de idade, adulta. Fica evidente o sarcasmo e o ódio.

Mais recentemente, analisando o caso Caetano Veloso e Paula Lavigne, a mesma Márcia Denser fez esta postagem:

 

Não precisa dizer mais nada...

A diferença nos dois casos é que quando Caetano começou a se relacionar com Paula, ela tinha apenas 13 anos de idade.

Nem parece que os dois post são da mesma pessoa.

Assim é a imprensa petista.

Lamentável!

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política