Valdivino Sousa

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito e Escritor. Pesquisador sobre Engenharia Didática em Educação Matemática; Modelagem; Construção do Conhecimento em Matemática; Modelos Matemáticos e suas Aplicações na vida real. Criou o método X Y e Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Seu trabalho é reconhecido com Medalha de Mérito como docente pelo Instituto Matematics.

Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 10 (dez) livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados.  Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Educação Matemática e Desenvolvimento da  Aprendizagem.  Site: www.valdivinosousa.mat.br - E-mail: [email protected]       Celular / Whatsap: 11 - 99608-3728 

O papel central da matemática em nossas vidas

Conhecida como “a ciência das ciências” ou mãe de todas as outras ciências, a Matemática tem tantas definições quanto aplicações, e é tão útil quanto prazerosa. Ela explora o raciocínio lógico e abstrato, e é usada como ferramenta essencial em incontáveis áreas do conhecimento humano, como a Física, Biologia, Química, Engenharia, Economia, Administração de negócios, Artes, Agricultura e até a Medicina. Ela está tão presente na nossa vida cotidiana, que, às vezes, a gente nem nota.

A Matemática é, sem dúvida, uma das áreas de conhecimento mais fascinantes e antigas.

Acredita-se que ela tenha surgido antes mesmo da escrita e suas aplicações concretas impulsionaram o desenvolvimento da humanidade desde as primeiras civilizações por meio do manejo de plantações e medição de terra, registro do tempo e comércio.

Ela atravessou não só o tempo, como também o espaço. Gregos, muçulmanos, egípcios e chineses na antiguidade e na atualidade, todos nós estudamos e usamos a Matemática em nosso benefício. Ela é um instrumento para facilitar a vida e não o bicho-papão como grande parte das pessoas pensa ser.

O estudo da Matemática começou de maneira mais simples com os números, naturais, inteiros e operações aritméticas e todos os povos desenvolveram suas próprias formas de contar números. Pode parecer exagero, mas não é: o “zero” é umas das maiores e mais importantes invenções da mente humana!

A partir daí, suas aplicações foram se multiplicando e se tornando mais complexas como na Álgebra, Geometria, Trigonometria, Porcentagem, Estatística, Topologia, Teoria dos jogos, dentre outras.

Passaram a auxiliar nas construções civis, na Engenharia e na Arquitetura; cálculos financeiros, estabelecendo novas economias em todo o planeta. A Teoria da Evolução – que trata da seleção natural das espécies – só pode ser desenvolvida com o uso da matemática. Sem ela, seria impossível a criação de computadores. Desde os primeiros que funcionavam a válvula, até aqueles com tecnologia de ponta.

Como você pode ver, a presença e os benefícios da Matemática no nosso dia a dia são incalculáveis e ela está em toda parte. Descubra como ela impacta diretamente em vários aspectos da sua vida.



Aprendendo equação de 1º grau e expressão algébrica com objetos ilustrativos – Método X Y Z

Método X Y Z criado pelo Matemático Valdivino Sousa na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT, foi tema de palestra sobre: Engenharia Didática em Educação Matemática – um jeito diferente de aprender Matemática.

A produção cientifica no país, da educação à economia, e principalmente para falar e desmistificar a Matemática como ela está presente em tudo foi um destaque pelo MEC, algo interessante de divulgar essa mãe de todas as ciências que é a Matemática.

Com aplicação da Engenharia Didática em Matemática podemos trabalhar em sala de aula vários temas de Matemática.

“Por exemplo, sendo a equação: 2x + 4 = 8, onde 2x pode representar várias coisas, como duas laranjas, duas maçãs etc. Observamos que na Engenharia Didática em Matemática há concentração diferente, mostrando ao aluno o passo a passo até o resultado”. Explica o Matemático Valdivino Sousa

 Geoff Smith é um matemático Britânico presidente da Olimpíada Internacional de Matemática e veio ao Rio comandar o evento, realizado na Barra da Tijuca



“Muita coisa é descrita por números. Por isso, compreendê-los é uma habilidade essencial para a vida”, diz o matemático.

“Sou professor da Universidade de Bath, no Reino Unido, e estou à frente da Olimpíada Internacional de Matemática, competição com jovens de 111 países. Meu mandato começou em 2014 e termina em 2018. O número de alunos e nações participantes mostra como falamos de uma disciplina cada vez mais importante.”

Conte algo que não sei.

Um conhecimento básico de matemática é fundamental para que não sejamos enganados por ninguém e consigamos entender o que acontece no mundo. Muita coisa é descrita por números. Por isso, compreendê-los é uma habilidade essencial para a vida.

Isso é válido até para pessoas de profissões não relacionadas às ciências exatas?

Claro. Um jornalista, por exemplo, lida com muitas informações, que devem ser processadas e compreendidas. Também posso mencionar o futebol. Quando vamos ao bar, todos querem opinar sobre os times, mas é possível fazer isso com base científica. Você pode entender melhor o esporte analisando estatísticas sobre os jogadores: quantos metros ele corre, quantas vezes toca na bola, quantos passes são corretos. O mesmo se aplica a todas as áreas.

Muitos acham que a matemática se limita à solução de problemas propostos muito tempo atrás. Concorda?

A matemática tem processo semelhante ao da linguística — quando se faz uma pergunta, há diversas respostas possíveis, e elas variam de acordo com o assunto que abordamos. Na matemática pura, campo a que me dedico, ainda há um grande número de questionamentos sem respostas, e isso é um fenômeno crescente. Cerca de 70 anos atrás, o matemático britânico G. H. Hardy argumentou que existem aspectos em nossa área que não podem ser aplicados. Ele estava errado. Citou teorias que serviram como base para a criação de caixas eletrônicos e a transmissão de informações com segurança. Terroristas também se beneficiam desses princípios para sua comunicação. Por isso, os governos contratam cada vez mais profissionais para tentar decifrar essas mensagens.

A matemática tem papel central em nossas vidas.

Como o senhor avalia o ensino e a pesquisa de matemática no Brasil?

O país costuma ter bom desempenho nas competições internacionais. Vocês têm o Artur Ávila, vencedor da Medalha Fields (considerada o Nobel da Matemática) e uma instituição reconhecida internacionalmente, o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

Na Olimpíada deste ano, apenas 10% das participantes eram mulheres. Por que um percentual tão baixo?

Não sei. Mas estamos tentando mudar esta situação. Em 2012, foi criada a Olimpíada Europeia de Matemática para Meninas. Em 2018, vão participar 50 países. É uma forma de encorajá-las para que invistam nesta opção profissional. Mas deixo as respostas para educadores, psicólogos e cientistas sociais.

O que aconteceu com o Brasil na Olimpíada? Terminou em 37º lugar, 22 posições abaixo da registrada em 2016.

Não acredito que seja motivo de preocupação. O Brasil foi excelente nas duas questões mais fáceis. Mas esta prova, que tem seis questões, deve ter sido a mais difícil da História da Olimpíada. Acho que o país voltará em breve às primeiras posições.

Os participantes da olimpíada são adolescentes que nasceram em um planeta conectado à internet. O que podemos esperar desta geração?

Espero mais sucesso. É particularmente maravilhoso que os competidores possam se conhecer tão jovens. Alguns manterão contato pelo resto da vida. Essa é uma das razões para incluirmos mais mulheres. A interação e a conversa entre esses talentos é muito saudável.

Segundo o pesquisador Valdivino Sousa a “Matemática é, sem dúvida, uma das áreas de conhecimento mais fascinantes e antigas”.

Acredita-se que ela tenha surgido antes mesmo da escrita e suas aplicações concretas impulsionaram o desenvolvimento da humanidade desde as primeiras civilizações por meio do manejo de plantações e medição de terra, registro do tempo e comércio.

Ela atravessou não só o tempo, como também o espaço. Gregos, muçulmanos, egípcios e chineses na antiguidade e na atualidade, todos nós estudamos e usamos a Matemática em nosso benefício. Ela é um instrumento para facilitar a vida e não o bicho-papão como grande parte das pessoas pensa ser.

Ele ressalta que “O estudo da Matemática começou de maneira mais simples com os números, naturais, inteiros e operações aritméticas e todos os povos desenvolveram suas próprias formas de contar números. Pode parecer exagero, mas não é: o “zero” é umas das maiores e mais importantes invenções da mente humana”.

A partir daí, suas aplicações foram se multiplicando e se tornando mais complexas como na Álgebra, Geometria, Trigonometria, Porcentagem, Estatística, Topologia, Teoria dos jogos, dentre outras.

Passaram a auxiliar nas construções civis, na Engenharia e na Arquitetura; cálculos financeiros, estabelecendo novas economias em todo o planeta.

A Teoria da Evolução – que trata da seleção natural das espécies – só pode ser desenvolvida com o uso da matemática. Sem ela, seria impossível a criação de computadores. Desde os primeiros que funcionavam a válvula, até aqueles com tecnologia de ponta.

Como você pode ver, a presença e os benefícios da Matemática no nosso dia a dia são incalculáveis e ela está em toda parte. Descubra como ela impacta diretamente em vários aspectos da sua vida:

  1. A contagem matemática está no nosso calendário, estabelecendo dias, meses e estações do ano; é por meio dela que compreendemos as distâncias, medidas, tamanhos e diversas grandezas que nos auxiliam diretamente em inúmeras áreas de nossas vidas, como a temperatura, pressão, velocidade. Sem a matemática seria impossível fazer a previsão do tempo meteorológico.

  2. A Matemática é essencial à Medicina, pois possibilita o desenvolvimento de tecnologias de ponta que ajudam no mapeamento da anatomia humana, na elaboração de exames e prescrição de remédios. Está presente ainda na indústria farmacêutica. Portanto, nossa saúde depende diretamente da Matemática. Muitos dos exames que fazemos, tem seus resultados expressos por números. Ela também está em nossa alimentação, nos ajudando no cálculo de calorias e peso das comidas que proporcionam uma vida mais saudável e ainda no estabelecimento de indicadores como o índice de massa corpórea (peso / altura x altura);

  3. A estatística é uma área da matemática capaz de revelar tendências quando se trata de grandes quantidades. É o caso das pesquisas eleitorais, cujos gráficos nos mostram quais candidatos políticos estão à frente nas Eleições, ou ainda no comportamento da bolsa de valores e no desenvolvimento da cura de doenças. Qualquer pesquisa científica de ponta conta com a estatística que aplica inteiramente a Matemática em seus resultados

  4. A Matemática está presente na nossa economia doméstica. Ao fazer compras, como calcular troco? Ao pagar contas, como calcular os juros? E até qual investimento fazer, se sobrar um dinheiro no fim do mês? As nossas finanças são álgebra pura e precisamos da Educação Financeira para manter as nossas contas em dia! Seria impossível calcular se a gasolina está mais barata que o álcool sem a famosa regra de três e, portanto, economizar;
  5. Como a geometria é aplicada diretamente pelos engenheiros e arquitetos ao construírem pontes ou casas? O cálculo do teorema de Pitágoras pode ser utilizado por esses profissionais?

  6. A criação de computadores, smartphonese tecnologias ligadas a eles, como a Internet, só foi possível por causa da Matemática e seu código binário, e eles ajudam também no desenvolvimento da Teoria do Caos, tão importante no estudo para previsão meteorológica;

  7. Na indústria, ela é aplicada na linha de produção, e na pesquisa e desenvolvimento de produtos mais sofisticados e até mesmo na hora de pensar na forma das embalagens;
  8. Atletas de elite usam ferramentas matemáticas sofisticadas para maximizar suas performances. Além disso, como saber quem ganhou nas provas de atletismo e natação nas Olimpíadas sem a tecnologia para definir os milésimos de segundos de diferença que um atleta estabelece sobre outro?

  9. A Matemática está presente na aviação e até mesmo fora da Terra, para medir a distância entre os planetas, suas diferentes gravidades e até para, quem sabe, descobrir se há vida fora daqui;
  10. Os filmes 3D usam softwares que têm como base a Matemática para produzir efeitos especiais incríveis que criam cenas realistas em cima de cenários que possuem apenas fundos verdes;

  11. Até na arte a Matemática está presente. Você sabia que ela é usada para produção esculturas e pinturas de quadros famosos como a Monalisa? Ou ainda que ela está presente nas partituras musicais?

Valdivino Sousa

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Pedagogo, Contador, Bacharel em Direito e Escritor. Pesquisador sobre Engenharia Didática em Educação Matemática; Modelagem; Construção do Conhecimento em Matemática; Modelos Matemáticos e suas Aplicações na vida real. Criou o método X Y e Z que facilita na aprendizagem de equação e expressão algébrica com objetos ilustrativos. Seu trabalho é reconhecido com Medalha de Mérito como docente pelo Instituto Matematics.

Docente nos cursos de Matemática, Ciências Contábeis, Administração e Engenharia. Autor de mais de 10 (dez) livros e têm vários artigos publicados em revistas e jornais especializados.  Semanalmente escreve para o portal D.Dez, Jornal da Cidade e Folha Online. Sobre: Educação Matemática e Desenvolvimento da  Aprendizagem.  Site: www.valdivinosousa.mat.br - E-mail: [email protected]       Celular / Whatsap: 11 - 99608-3728 

Mais de Valdivino Sousa

Comentários

Notícias relacionadas

loading...