No país da insensatez, maconheiro tem mais valor e direitos que policial militar (veja o vídeo)

As incoerências que ora grassam no país, por vezes chegam a causar calafrios, são horripilantes e extremamente absurdas.

Há poucos dias, matéria veiculada no Jornal da Cidade Online (veja aqui) repercutiu denúncia efetuada pelo jornalista Sikera Júnior. 

Uma policial militar foi impedida de fazer prova em uma faculdade porque estava fardada.

Um absurdo inaceitável. A jovem deixou o plantão exclusivamente para fazer a tal prova e não conseguiu, sob o esdruxulo pretexto de que não poderia adentrar no ambiente da sala de aula com a vestimenta de trabalho. 

Veja abaixo o vídeo relatando o episódio. 

 

Surpreendentemente, contrastando com os fatos envolvendo a policial militar, um estudante de Brasília flagrado com maconha, teve assegurado o seu direito de concluir a prova.

É a completa inversão de valores...

Para onde vamos?

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade