Onde os extremos se igualam...

Nietzsche dizia, com razão, que ‘aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para dentro de você’.

Isto é especialmente verdadeiro na política.

De tanto criticar e ironizar o fanatismo petista por Lula e cia., parte da ‘direita’ brasileira se tornou o mesmo monstro fanático por um ‘mito’ que não pode ser criticado sem que o autor da crítica seja atacado.

De tanto criticar e combater a doutrinação (que existe) nas escolas, parte da ‘direita’ brasileira se tornou o mesmo monstro que defende mais estado para ‘resolver’ o problema, quando o problema é justamente o controle estatal.

De tanto criticar e combater o estado e seus políticos, alguns liberais se tornaram o mesmo monstro que busca ter o poder sobre a vida alheia a todo custo, atuando de forma similar à esquerda (partir para o ad hominem puro contra o autor da crítica para se esquivar dela e atuar com a lógica de que os fins justificam os meios, por exemplo).

Quando você deixa o abismo olhar tempo demais para dentro de você, você se torna o abismo.

(Texto de Marcelo Faria. Empreendedor e presidente do Ilisp)

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Opinião