5 a 0 é o placar dos pedidos de suspeição contra Moro

A defesa de um cliente necessariamente deve ser técnica e as emoções devem ser preservadas.

Por isso a grande maioria dos advogados, em hipótese alguma, advoga em causa própria.

Movido pela emoção, detalhes e situações importantes podem passar despercebidos.

Os advogados de Lula são petistas, verdadeiros militantes, e transformaram a defesa do cliente num embate apaixonado, insano e recheado de mediocridade.

Nos tribunais superiores esta situação já foi detectada. Zanin e Roberto Teixeira nem são mais levados a sério. Perderam totalmente a credibilidade.

Cada investida de caráter eminentemente pessoal que fazem contra o juiz Sérgio Moro colabora para que caiam ainda em um maior descrédito.
___________


___________
Este mês o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, mais uma vez, um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) contra o juiz Sergio Moro.

Na nova ação um dos tópicos levantados pelos petistas está a participação de Moro no evento da revista IstoÉ onde foi fotografado ao lado de Aécio Neves.

Uma piada. Queiram ou não, Aécio é uma autoridade. É um senador, e não existe nenhum processo dele sob a jurisdição de Moro, até mesmo porque, o senador tem foro privilegiado.

Nas alegações Zanin pontuou o seguinte: "Neste evento, posou ao lado de diversos políticos opositores do Recorrente, distribuindo sorrisos a estes", disse a defesa.

Patético! Como se Moro não fosse um homem livre e não pudesse sorrir.

Nesse festival de lambança da defesa, o placar é 5 a 0 para o magistrado.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas