PF sai na captura de Picciani, Paulo Melo e Albertassi

Por unanimidade o Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiu acatar o requerimento do Ministério Público Federal e mandar prender os deputados quadrilheiros Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi.

Os mandados de prisão já foram expedidos e a Polícia Federal deve estar se movimentando para cumprir a medida.

Na sequência, o TRF-2 irá comunicar a Alerj, explicitando os motivos da decisão extrema, para que os deputados se manifestem.

É notório que Picciani, Paulo Melo e Albertassi são parlamentares de grande influência e se depender da exclusiva vontade de seus pares, jamais terão as suas prisões preventivas autorizadas pelo Legislativo.

Diante disso, os próprios procuradores da República que estão atuando no caso, autores do pedido de prisão, entendem que apenas com manifestação popular será possível convencer os deputados a confirmar a prisão decretada pela Justiça.

“Os órgãos de fiscalização, como a operação mostra, estão cumprindo seu dever, estão reagindo. A sociedade também precisa reagir. É um bom momento para se exercer cidadania, que se vá para a porta da Alerj” - disse o procurador regional da república Carlos Aguiar.

O que se vê é que mesmo em tempos de Lava Jato a propina continuava a existir no esquema do Rio de Janeiro. 

Fica demonstrada a audácia da organização criminosa e o sentimento de impunidade que ainda impera entre os políticos.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça