O desarmamento, o PT, Lula e a inspiração maléfica

No dia 16 de novembro de 1532, o espanhol Francisco Pizarro utilizou 200 homens para matar 5 mil incas. Foi o começo do fim do Império Inca e início da expansão espanhola nas Américas.

Pizarro recrutou inimigos do imperador inca, Atahualpa, e o chamou para uma festa em homenagem à sua recente ascensão ao trono. Embora tivesse quase 80 mil soldados, Atahualpa foi à festa com apenas 5 mil homens. Desarmados.

Resultado: todos mortos em uma hora pelos homens de Pizarro com armas de fogo, exceto Atahualpa, preso para convencer os demais incas a se renderem e entregarem ouro e prata aos espanhóis.

Desde então, todo aquele que buscou dominar um povo fez a mesma coisa que Pizarro: garantiu que os conquistados viessem para a "festa" sem armas, enquanto seus homens estavam muito bem armados.

(Texto de Marcelo Faria. Empreendedor e presidente do Ilisp)
da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Opinião

loading...