Suplente, acusado de matar o titular para assumir vaga, votou a favor de Picciani

A verdade é que o Poder Legislativo do Rio de Janeiro é indiscutivelmente o pior do Brasil.

De batedor de carteira a traficante, todo tipo de bandido pode ser encontrado nos corredores da Alerj.

Salta aos olhos, por exemplo, o caso do deputado Marcos Abrahão, atual líder do PT do B na casa de leis do Rio.

Candidato a deputado estadual pela primeira vez no ano 2000, Marcos Abrahão ficou como 1º suplente. O titular Valdeci Paiva de Jesus, no entanto, antes de tomar posse, foi assassinado com 19 tiros.

Marcos Abrahão assumiu o cargo, mas foi acusado e denunciado pelo Ministério Público de ter sido o autor do crime.
___________


___________
O caso nunca foi a julgamento.

Na época, Marcos Abrahão foi cassado, mas recuperou o cargo através da Justiça.

Nas eleições subsequente – 2006, 2010 e 2014 – foi reeleito em todas.

Foi voto favorável aos colegas Picciano, Paulo Melo e Albertassi.

Não poderia ser diferente...

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...