Assassina de Macaé que matou empresária é caçada pela polícia (veja o vídeo)

A mulher que matou com golpes de faca a empresária Raquel Melo Mota em Macaé, no Rio de Janeiro, Islay Cristina Pereira de Sousa, já é considerada foragida pela polícia.

Proprietária de uma padaria, o estabelecimento permanece fechado, sem qualquer movimentação.

Durante o episódio no trânsito, Raquel teria buzinado, após ser fechada por Islay.

A buzinada foi o suficiente para despertar a ira da agressora, que parou o carro, veio ao encontro de Raquel e desferiu os golpes de faca.

Raquel chegou a ser socorrida e operada após o crime, mas não resistiu, um dos golpes atingiu a vítima no tórax e acabou perfurando o pulmão.



Islay Cristina é oriunda de Fortaleza no Ceará, onde já respondeu a outros processos criminais.

Um dos processos encontra-se em trâmite na 4ª Vara do Tribunal do Júri, que julga crimes contra a vida. Possivelmente foi homicídio ou tentativa de homicídio. Veja abaixo:

 


Em Macaé, pelo menos em um crime, Islay já esteve envolvida. Exercício Arbitrário de suas próprias razões.

Quem faz justiça pelas próprias mãos comete o crime de exercício arbitrário das próprias razões, previsto no art. 345 do Código Penal. Veja:

 


Os negócios de Islay também caminham em situação extremamente delicada, com inúmeras ações em trâmite, busca e apreensão de seu veículo e execuções judiciais.

Busca e Apreensão de veículo
Busca e Apreensão de veículo
 

Em contrapartida, a vítima era uma pessoa adorável. O marido, Vanderson Fernandes, também empresário, proprietário de uma empresa de transporte executivo está inconsolável e transtornado.

O casal, além das atividades empresariais, participava de atividades ligadas a filantropia e de ajuda ao próximo. Vanderson e Raquel eram integrantes do grupo “Amigos Palhaço”, que visita hospitais, asilos e instituições de caridade, buscando levar um pouco de alegria para crianças enfermas, ‘velhinhos’ e pessoas carentes.



Raquel, assassinada cruelmente por uma mulher insana e criminosa de alta periculosidade, era uma pessoa totalmente do bem.

Abaixo um vídeo, postado nas redes sociais, onde o marido Vanderson homenageia a esposa. 



Uma grande perda.

Que se faça Justiça.

É o clamor da sociedade.


da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia

loading...