No Brasil "qualquer idiotice racial prospera" - Ex-petista acaba com discurso vitimista de Taís Araújo

Pessoal, eu sei que fui derrotado, sei que sou minoria da minoria, sei que vou apanhar de novo. Mas continuo detestando a racialização do Brasil, uma criação -- eu vi -- do Departamento de Estado dos Estados Unidos.. Nossa maior conquista -- o conceito de povo brasileiro -- desapareceu entre os bem-pensantes. Qualquer idiotice racial prospera. A última delas é uma linda e cheirosa atriz global dizer que as pessoas mudam de calçada quando enxergam o filho dela, que também deve ser lindo e cheiroso. Vocês replicam essa idiotice. Se os brasileiros mudassem de calçada quando vissem uma pessoa morena ou negra, viveriam em eterno ziguezague. Nunca chegariam a lugar nenhum. Luto para preservá-lo. Contra a grande maioria de vocês. Quero que as raças se f... Assim é!
P.S. Me poupem de dizer que "os negros estão nas prisões". Isso vale para falar bonito para a classe média. Vivi bastante tempo no meio da massa carcerária de Bangu, como preso comum. Os brancos, como eu, eram pequena minoria. Os negros também eram pequena minoria. A grande maioria era de gente morena, com todas as gradações do nosso povo. As cores dos presos na galeria em que fiquei, e nas demais, e as cores que vejo na rua são exatamente as mesmas.

Cesar Benjamin é atualmente secretário de Educação na cidade do Rio de Janeiro, aos 17 anos foi preso político no regime militar e depois se tornou um dos fundadores do PT  e afirma que perdeu a paciência com o discurso da esquerda.

da Redação

Comentários