Homem que apresentou Adriana a Sérgio finalmente é preso

Ler na área do assinante

Adriana de Lourdes Ancelmo, moça de origem humilde, estudante de escola pública, moradora de um velho prédio em Copacabana, atendente em uma loja no Shopping Rio Sul, onde ganhava o dinheiro que utilizava para pagar o seu curso superior.

Fez direito na PUC, onde, esperta, conquistou uma grande amizade com o respeitado professor Régis Fichtner, que, mais tarde, seria o elo de sua ligação com o então deputado estadual Sérgio Cabral.

Adriana, amiga e aluna de Fichtner, foi então convidada para assessorá-lo na procuradoria da Alerj.

Régis Fichtner, um gaúcho, amigo de Cabral, que viria a ser seu suplente de senador e depois até assumiria a cadeira, quando Cabral elegeu-se governador, foi quem apresentou a jovem advogada ao deputado ‘garanhão’, na época já com bastante poder, vez que presidia a Alerj. Não demorou para que o casal se envolvesse num tórrido relacionamento amoroso.

Adriana e Cabral se casaram em 2004, numa festa milionária para mil convidados. Na época, Cabral era senador. 

Hoje, Cabral e o outrora respeitado professor são meros presidiários.

da Redação
Ler comentários e comentar