A pior Câmara da história de Campo Grande...

A situação está insustentável. Campo Grande não suporta mais a ação desses marginais.

A Câmara Municipal de Campo Grande é, de fato, uma grande piada. Já tivemos na história da cidade formações legislativas ruins, inexpressivas e descomprometidas com a população, mas nunca nada que se assemelhasse a atual composição.

Um ótimo exemplo da mediocridade da câmara é o vereador Airton Saraiva. Na sessão desta terça-feira (19), ele insultou os manifestantes presentes na casa de leis, fazendo, inclusive, gestos obscenos. 

Saraiva, é o mesmo vereador que a poucos dias atrás apresentou projeto visando reduzir o número de parlamentares municipais em Campo Grande. A alegação, seria a redução de despesas.

A proposta do veterano edil, pressupõe sua certeza de que independente do número de vagas, será reeleito. Tal fato é uma triste e assombrosa realidade.

Aírton Saraiva, nas redes sociais chamado de "Vô Kiko", aprendiz do ex-deputado Londres Machado, às custas de dinheiro ilícito, maracutaias e pilantragens, conseguiu montar um grande "curral eleitoral", formado por pessoas dependentes do seu triste e corrompido mandato. Muito triste isso...

Voltando à Câmara, hoje, em meio a um mar de denuncias contra o pastor, isto sem contar a questão da "pedofilia", que ainda ninguém se aventurou a mexer,  dois pedidos de impeachment deixaram de ser analisados, preferiram aprovar mais nove milhões para os cofres de Olarte...

Os cofres do Olarte... pelo visto compartilhado pelo Vô Kiko, pelo Zé Carioca e por um plêiade de vereadores.

A situação está insustentável. Campo Grande não suporta mais a ação desses marginais.

A Justiça precisa se manifestar.

José Tolentino

Editor do Jornal da Cidade.

José Tolentino

Jornalista. Editor do Jornal da Cidade Online.

Comentários