O que fez Huck desistir quando as pesquisas apontavam o seu crescimento? (veja o vídeo)

O candidato ensaiou uma candidatura presidencial, iniciou negociações nesse sentido e começou a ‘costurar’ um considerável apoio político. Assim fez Luciano Huck.

Entretanto, quando às pesquisas de consumo e a própria conjuntura indicaram o seu estrondoso crescimento, inexplicavelmente ele desiste da disputa.

A explicação para a desistência é simples. Huck percebeu que sua vida seria devassada e que as consequências poderiam ser catastróficas.

E Huck tem diversos dilemas em sua vida que poderiam prejudicá-lo e até mesmo desmoralizá-lo cruelmente.

Este ano mesmo o apresentador perdeu uma briga judicial, que se arrastava há alguns anos, pelo cometimento de crime ambiental.

Ele foi condenado em última instância a pagar R$ 40 mil por cercar com boias e redes a faixa costeira ao longo de sua mansão na Ilha das Palmeiras, em Angra dos Reis, litoral sul do Rio de Janeiro, sem autorização ambiental.

O duro é que esta não foi a primeira vez que o apresentador confundiu o patrimônio público com o privado.
___________


___________
Em 2006, ele foi denunciado pelo MPF porque a mansão da Ilha das Palmeiras teria sido construída sobre um espelho-d’água cercado por rochas e por ter erguido um muro com cerca de dez metros de altura. Ele também mandou fazer diques para a formação de uma praia artificial. No entanto, conseguiu escapar da Justiça, alegando que a construção original, de 1971, foi concluída antes da entrada em vigor da legislação atual, e que ele apenas reformara a casa que lá já estava. Há quem afirme que ele mentiu, mas colou, e Huck saiu ileso.

Por outro lado, apenas numa pequena amostragem do que poderia acontecer com Huck, caso resolvesse levar a frente o seu projeto de candidatura, nos últimos dias começou a circular com mais frequência na internet, um vídeo que demonstra claramente como o apresentador manipula as competições que realiza em seu programa na Rede Globo.

No vídeo, fica evidente a tentativa de prejudicar uma determinada candidata e de favorecer claramente um outro concorrente, aquele que seria o seu preferido.

Pura, desnecessária e inadmissível desonestidade.

Tais fatos, por si só, numa campanha acirrada, demonstrariam que Huck não representaria nada de novo, nem de positivo, na política.

Foi bem melhor cair fora.

Abaixo, veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política