Picciani sofre na cadeia com a distância do filho recém-nascido

É bom que Jorge Picciani fique preso, para que o seu mais novo rebento possa ser criado bem longe do pai.

Os três filhos de seu primeiro casamento - um ministro, um deputado e um presidiário - não aprenderam boas lições de ética e decência.

Em 2014 o deputado contraiu núpcias com Hortência da Silva Oliveira, uma jovem jornalista de ‘vinte e poucos anos’, que trabalhava no diretório do PMDB e certamente se apaixonou pelo cacique do partido no Rio de Janeiro.

O namoro rendeu rapidamente para a jornalista um emprego muito melhor. Foi trabalhar no Tribunal de Contas do estado, com um salário de quase 11 mil reais, fora as inúmeras vantagens, que elevam os vencimentos para mais de R$ 25 mil reais.

No final de 2016, Hortência engravidou.

O novo herdeiro nasceu em agosto. O pai, como se sabe, está preso.

Picciani, um verdadeiro ‘garanhão’, além dos três filhos adultos de seu primeiro casamento e esse recém-nascido do casamento atual, tem outro garoto de apenas 6 anos de idade, fruto de um outro relacionamento.

Que esse que acabou de nascer e Artur, o menino de 6 anos, possam ter em suas vidas outros exemplos e possam se tornar homens melhores que os irmãos.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política