Aceitaremos passivamente a imposição de uma urna eletrônica suspeita?

Chega a ser assustador e frustrante, pensar que a imposição de um "soberano do judiciário" será mais poderoso que o desejo de toda uma nação. 

A passividade do povo brasileiro chega às raias do absurdo.

Qualquer país do mundo já estaria em convulsão social por muito menos. Somos roubados, pisados, ridicularizados, afrontados e enganados por um bando de políticos desonestos e nada fazemos.

Está na hora da sociedade civil organizada e das verdadeiras lideranças políticas que realmente se preocupam com a democracia e a lisura do processo eleitoral brasileiro se mobilizarem.

Não podemos aceitar passivamente a imposição desta urna eletrônica suspeita.

Se não existe dinheiro para adotarmos urnas eletrônicas mais modernas e confiáveis, que façamos nossas eleições na boa e confiável cédula de papel, como é feito nos países mais democráticos e desenvolvidos do planeta.

Precisamos invadir as redes sociais, e as ruas, se preciso for, para exigirmos esse direito fundamental: eleições honestas e sem nenhuma possibilidade de fraude.

A Venezuela está pagando um alto preço pela sua passividade. Iremos cometer o mesmo erro?

A Brazuela está cada dia mais perto, precisamos acordar deste transe profundo e assustador.

O vídeo abaixo é esclarecedor:

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Siga-nos no Twitter!

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas