Trump, aos tropeços e dizendo o que pensa, lidera corrida republicana

Com declarações polêmicas e equivocadas, Donald Trump vai liderando a corrida pela candidatura à Casa Branca entre os republicanos.

A última coleta de opiniões foi realizada depois que Trump disse que o senador John McCain não era um herói de guerra, porque ele teria sido capturado pelos vietnamitas. McCain, que era piloto, foi capturado, preso e torturado durante cinco anos na Guerra do Vietnã.  “Ele não é um herói de guerra, foi capturado e eu gosto é de pessoas que não se deixam apanhar.”

Numa outra oportunidade, em outra declaração desastrada, ele havia apelidado os mexicanos de “criminosos” e “violadores”,  incendiando a comunidade de hispânicos no país. “O México não envia para aqui a sua melhor gente. Está a enviar gente com muitos problemas: que trazem drogas, crime, ou são violadores. Admito que alguns sejam boas pessoas, mas falo com guardas fronteiriços e é essa a ideia comum”, afirmou Trump.

O pré-candidato apareceu novamente à frente na intenção de voto entre os republicanos. Na pesquisa do jornal The Wall Street Journal e da rede de televisão NBC, o magnata aparece com 19%.

Em segundo lugar aparece o governador de Wisconsin, Scott Walker. Em terceiro, Jeb Bush.

Assim, os resultados mostram que as falas controvertidas de Trump não tem afetado seu desempenho. 

Os apoiadores de Trump são principalmente brancos de classes baixas e pouca escolaridade. Em geral, estão insatisfeitos com os políticos e acreditam que Trump, ao dizer o que pensa, é mais autêntico que os demais.

           https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Comentários