Em “ato falho”, Cabral admite que era o “chefe” (veja o vídeo)

No depoimento prestado nesta terça-feira (5) perante o juiz Marcelo Bretas, o ex-governador Sérgio Cabral aumentou sensivelmente o tom de sua arrogância.

Sustentou inocência e buscou o confronto com o Ministério Público.

Disse ainda que não tem culpa da crise no Rio de Janeiro - ‘esta crise não é minha’ - pois entregou o governo com os cofres cheios, contas em dia, salários em dia e tudo na mais perfeita ordem.

Uma piada!

Se tudo realmente estivesse bem, Cabral não teria motivos para a renúncia, na época uma exigência da população.

De qualquer forma, um momento crucial de seu depoimento ocorreu quando admitiu que os empreiteiros e grandes fornecedores do estado, notadamente aqueles acusados de corrupção ativa, o tratavam como ‘chefe’.

Na realidade, Cabral foi traído por sua ousadia. Ganhou confiança em sua retórica e desandou a falar demais.

Como ‘mentira’ é sempre uma tarefa difícil de sustentar, foi traído.

Veja o vídeo:


da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...