O partido que não aprende nunca

O PSDB tornou-se um partideco tão covarde e anacrônico que, 12 anos depois e sem ter aprendido nada em sucessivas derrotas, utiliza o mesmo discurso daquele final de 2005, durante o escândalo do Mensalão: ‘Lula não deve ser julgado pelo Poder Judiciário e sim pelas urnas’. Até o candidato tucano é o mesmo!

A única diferença é que, naquele dezembro de 2005, Geraldo Alckmin aparecia nas pesquisas com cerca de 20% das intenções de voto; hoje, amarga uma quarta colocação com míseros 7%.

Em 2006, aguardando o tal ‘julgamento das urnas’, Alckmin quase perdeu para Lula no 1° turno e conseguiu a proeza de obter menos votos no 2° turno.

Será que os caciques do PSDB não conseguem perceber o que e quem as urnas brasileiras estão querendo condenar? Vão repetir a estratégia furadaça de 2006?

Péssimos leitores de conjuntura. Não merecem voltar ao Palácio do Planalto.

Coisas de #BananeiraJeitinho

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Helder Caldeira

Comentários

Notícias relacionadas